Reciclagem de Resíduos Sólidos da Construção Civil

As soluções tecnológicas para a reciclagem de Reciclagem de Resíduos Sólidos da Construção Civil – RSCC variam em função do tipo de resíduo a ser tratado. Neste tópico, a tecnologia apresentada se refere aos resíduos definidos pelaResolução Brasileira do CONAMA como sendo os Resíduos da Construção Civil Classe A e os resíduos equivalentes Nr. 17 01 definidos pela Lista Europeia de Resíduos que englobam os seguintes resíduos:

  • De construção, demolição, reformas e reparos de pavimentação e de outras obras de infraestrutura, inclusive solos provenientes de terraplanagem;
  • De construção, demolição, reformas e reparos de edificações: componentes cerâmicos (tijolos, blocos, telhas, placas de revestimento etc.), argamassa e concreto;
  • De processo de fabricação e/ou demolição de peças pré-moldadas em concreto (blocos, tubos, meios-fios etc.) produzidas nos canteiros de obras;

Os resíduos coletados podem então ser processados e transformados em matéria prima na própria fonte de geração ou em uma usina de reciclagem. O processo de reciclagem é demonstrado na figura abaixo:

Após a coleta seletiva, os resíduos passam por um processo de trituração. Nesta fase, as frações se encontram misturadas e os resíduos têm pouco valor agregado. Somente após a granulagem, ou seja, a separação das frações é que se pode dar uma destinação adequada aos novos materiais. De acordo com o tamanho da fração, os resíduos serão classificados em areia, brita, pedrisco, bica corrida e outros e a partir disso, poderão ser comercializados como matéria prima secundária.

Em um terceiro momento, a matéria prima poderá servir para fabricar produtos de base para a construção civil como tijolos, blocos de cimento, britas, …

Veja um pouco mais sobre a reciclagem no vídeo abaixo:

Tipos de Usinas de Reciclagem

As Usinas de reciclagem de RCC podem ser divididas em 2 categorias de acordo com a sua mobilidade. Vejamos:

a) Usinas Fixas

Usinas Fixas são construídas em um terreno com uma área que varia em função da capacidade de processamento da usina, ou seja, quanto maior a capacidade, maior será a área necessária para se construir. Um exemplo deste tipo de usina pode ser visto na figura abaixo:

Usina de Reciclagem Fixa de Resíduos Sólidos da Construção Civil

Precisam da preparação de um fundamento onde serão instaladas. Sua instalação até o momento de operação leva em torno de 30 dias. São as versões economicamente mais acessíveis do mercado, contudo as mais limitadas em se tratando de competitividade comercial.

b) Usinas Móveis

Uma Usina de Reciclagem Móvel de Resíduos da Construção Civil – URM-RCC é composta basicamente por 3 componentes: Um caminhão do tipo Roll On Roll Off, uma Britadeira Móvel e uma Peneira Rotatória Móvel normalmente atracada como reboque no caminhão. A definicao do Modelo de Negócio é fundamental para se garantir uma lucratividade. Entenda melhor lendo o artigo Modelos de Negócio com usina de reciclagem móvel de entulhos praticado em países desenvolvidos com um mercado altamente competitivo.

As britadeiras móveis são construídas em um único bloco normalmente com o tamanho variando entre 1 container de 20” e 40” de acordo com sua capacidade de processamento. Podem ser utilizadas em um empreendimento fixo ou mesmo ser alugada para obras em diferentes locais. De acordo com o fabricante, essas usinas podem ser facilmente transportadas em caminhões do tipo Roll On Roll Off como mostrado na figura abaixo:

Usina móvel de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil

Na figura acima podemos ver uma Usina de Reciclagem de Resíduos Sólidos da Construção Civil móvel completa, composta basicamente de 3 componentes: O caminhão do tipo Roll On Roll Off, a Britadeira Móvel de Mandíbula modelo BMD RA 700/6 e uma Peneira Rotatória Móvel.

A grande vantagem deste modelo é que o empreendedor poderá levar todo o empreendimento para regiões onde seu serviço se faça necessário. Se aproveitado da maneira correta, o empreendimento pode ser altamente lucrativo e extremamente versátil.

Entre as vantagens das usinas móveis, podemos citar:

  • Sua mobilidade torna o empreendimento extremamente competitivo;
  • Pode atuar em um ponto fixo ou atender grandes obras diretamente no local;
  • Diminui custos de logística e construção de fundamento de base;
  • Alta capacidade de adaptação geográfica do mercado;
  • Versões a diesel ou energia elétrica;
  • Pode ser locada completamente por empresas do setor;
  • Alta capacidade de processamento;

Fonte:http://www.portalresiduossolidos.com/reciclagem-de-residuos-solidos-da-construcao-civil/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s